terça-feira, 23 de maio de 2017

Resultado do passatempo especial de aniversário "O Diário Secreto de Laura Palmer"

Aqui fica o resultado do passatempo que o blogue fez em parceria com a Suma de Letras! Estava em sorteio um exemplar do livro O Diário Secreto de Laura Palmer de Jennifer Lynch.



Este sorteio conta com 170 participações, sendo o vencedor escolhido através do random.org. Assim, o vencedor corresponde ao número...



..118! Que equivale à participação de:

Ana (...) Miranda, de Braga

Muitos parabéns à vencedora! Já foi enviado um e-mail para confirmar os dados de envio deste prémio.

segunda-feira, 22 de maio de 2017

Resultado do passatempo especial de aniversário "Nove Príncipes de Âmbar"

Chegou a altura de enregar os presentes de aniversário! É com grande alegria que entrego, juntamente com as Edições Saída de Emergência, este livro. Estava em sorteio um exemplar de Nove Príncipes de Âmbar, de Roger Zelasny.



Este sorteio conta com 140 participações, sendo o vencedor escolhido através do random.org. Assim, o vencedor corresponde ao número...



..73! Que equivale à participação de:

Anabela (...) Neto, de Queluz

Muitos parabéns à vencedora! Já foi enviado um e-mail para confirmar os dados de envio deste prémio.

sexta-feira, 19 de maio de 2017

Novidade da Marcador para Junho

Os Passageiros do Tempo, de Alexandra Bracken
Sinopse: Numa noite devastadora, em Nova Iorque, Etta Spencer, uma violinista prodígio, perde tudo o que conhece e ama, Enganada por uma mulher estranha e misteriosa, Etta vê-se subitamente a viajar, não apenas milhares de quilómetros, mas centenas de anos, descobrindo assim um dom herdado de uma família que ela nem sequer conhecia, Nicholas Carter, ex-escravo, está feliz com a sua vida no mar, a bordo de um navio pirata, após se livrar da poderosa família Ironwood, nas colónias inglesas da América do Norte, Mas, com a chegada de uma passageira invulgar ao seu navio, o passado volta a agarrá-lo e Nicholas vê-se de novo nas garras da família que o subjugou, Juntos, Etta, uma miúda nova-iorquina do século XXI, e Nicholas, um marinheiro negro do século XVIII, embarcam numa viagem perigosa através dos séculos e de vários continentes, da Revolução Americana à Segunda Guerra Mundial, das Caraíbas a Paris, seguindo e interpretando pistas deixadas por um viajante do tempo que fez tudo para esconder dos poderosos Ironwood o objeto misterioso.

Disponível a partir de dia 7.



quinta-feira, 18 de maio de 2017

Novidade da Editorial Presença para Junho

O Grito do Corvo, de Sandra Carvalho
Sinopse: Os piratas do Rouxinol veem-se cada vez mais longe de saquear o ouro da galé castelhana Niña del Mar devido aos estragos causados pela violenta tempestade que se abateu sobre o barinel, A descoberta da identidade de Leonor faz com que Corvo queira regressar de imediato aos Açores, para entregá-la à guarda do pai, Porém, a tripulação discorda e o caos instala-se a bordo, O que Leonor mais deseja é lutar ao lado dos companheiros e recuperar a confiança de Corvo, No entanto, Tomás Rebelo continua a precisar dela para alcançar o propósito funesto que o levou a assenhorear-se de Águas Santas, Conseguirá Leonor chegar incólume à misteriosa ilha das Flores, conhecer o Açor e abraçar a irmã, ou acabará abandonada por Corvo, à mercê dos caprichos do abominável Tomás Rebelo?

Disponível a partir de dia 7.


Novidade da Marcador para Junho

A Sereia, de Kiera Cass
Sinopse: O mesmo discurso foi feito centenas de vezes a centenas de lindas raparigas que entram na irmandade das sereias. Há anos que Kahlen segue as regras, esperando pacientemente pela vida que poderá considerar sua.
Mas quando Akinli, um ser humano, entra no seu mundo, ela não consegue continuar a viver segundo as regras, De repente, a vida pela qual tem esperado não parece tão importante como a que está a viver agora,

Disponível a partir de dia 7.


segunda-feira, 15 de maio de 2017

Opinião: Nos Sapatos de Valéria

Título Original: En los Zapatos de Valeria (2013)
Autor: Elízabet Benavent
Tradução: Sofia Goes
ISBN: 9789896652388
Editora: Suma de Letras (2017)

Sinopse:

Divertida, emocionante e sexy como tu! Valeria é uma escritora de histórias de amor. Valeria vive o amor de forma sublime. Valeria ama Adrian até que conhece Victor. Valeria tem de ser sincera consigo mesma. Valeria chora, Valeria ri, Valeria caminha... Mas o sexo, o amor e os homens não são objectivos fáceis. Valeria é especial. Como todas nós. Aviso: Pode causar dependência.

Opinião:

Divertido, fresco sensual e com uma mensagem pertinente. Nos Sapatos de Valéria proporcionou-me bons momentos de leitura e marcou pela diferença. Entrei nesta história com facilidade e adorei conhecer a protagonista e as suas três amigas, assim como os dramas e alegrias que cada uma delas vivia. No fim, fiquei com a sensação de que fazia parte deste grupo que, apesar de ter muitas diferenças, é bastante unido.

Quando conheci Valéria, percebi que ela era uma mulher com um grande potencial, mas que estava acomodada à vida. Ela parece ter tudo o que se pode desejar: um marido lindo, dedica-se à profissão que sempre desejou e tem amigas que estão lá para tudo. Contudo, é curioso constatar que as aparências, tal como diz a sabedoria popular, iludem. Valéria não é feliz. Sente segurança, mas não é feliz. A partir daqui, comecei a observar os pontos que apenas geram satisfação na sua vida e aqueles que ela tenta mascarar. Perante isto, a autora, Elísabet Benavent, leva-nos a pensar sobre se estamos acomodados ou não a algo da nossa vida e incentiva-nos a agir contra isso.

A certo momento, Valéria vê-se dividida entre o marido e um novo homem. Aqui, o leitor é levado a analisar os relacionamentos e sentimentos da protagonista. Existe o paralelismo entre segurança e aventura, mas também existe a definição de amor e paixão e as muitas dúvidas sobre como agir perante estas questões. Não vos quero falar muito mais sobre este assunto para não revelar mais do que o necessário, mas posso acrescentar que fiquei muito satisfeita com a resolução final. A ideia que é transmitida é que, antes de querermos sentir o amor do outros, temos de ser capazes de nos amarmos a nós próprios. A partir daí, existe maior consciência do que se quer e do que é melhor.

As amigas da Valéria fazem lembrar as de Carrie Bradshaw em "O Sexo e a Cidade". Atenção, não quero com isto dizer que são iguais, mas sim que cada uma delas representa uma vertente diferente do que é ser mulher. Além disso, cada uma delas tem a sua história paralela à da protagonista. Lola é divertida e a conclusão da sua história demonstra grande crescimento. Carmen foi a amiga que mais me cativou, talvez por parecer mais próxima da realidade. Nerea foi a mais distante de todas, até porque não teve momentos que a acompanhassem directamente e, por isso, fiquei com pena de não conhecer o seu lado mais particular.

A narrativa cativa desde o início e continua a agarrar até ao final. A sequência de acontecimentos faz sentido e levou-me a um ponto em que me senti parte do grupo. As descrições são bem conseguidas e embalam para o que está a acontecer. Os diálogos estão bem conseguidos e parecem naturais. Ao longo da história existem muitos momentos fortes, que me deixaram completamente embrenhada na leitura e a ansiar por mais. Existe muita tensão sexual em certa altura da trama, bem conseguida, mas mais à frente acaba por parecer demais.

A leitura faz-nos pensar sobre muitas questões das nossas vidas, quer sejam ligadas ao amor, amizade ou trabalho. É verdade que nem sempre percebi ou concordei com as decisões das personagens. Compreendi, por exemplo, a frustração de Valéria no seu casamento, mas não aceitei bem a forma como agiu. A certo ponto percebi que as minhas ideias sobre traição eram muito diferentes das da autora, e isso incomodou-me, uma vez que não justificou certas decisões. As conversas das amigas também incidiam demasiado sobre o mesmo tema, além de que me custou acreditar que elas fossem tão abertas em certas questões mais íntimas.

Nos Sapatos de Valéria aborda inúmeros assuntos e, como tal, é difícil não encontrar pelos menos um que nos identifiquemos. É uma leitura leve, mas que acaba por não ser demasiado "cor-de-rosa", já que no final nos dá uma boa lição sobre a realidade. Personagens divertidas e uma história que cativa.