segunda-feira, 9 de março de 2015

Opinião: Tormenta (Série Tempest #1)

Título original: Tempest (2011)
Autor: Julie Cross
Tradução: Alda Mondas
ISBN: 9789892330426
Editora: Asa - Coleção 1001 Mundos (2015)

Sinopse:

Em 2009, o jovem Jackson Meyer é um rapaz normal de 19 anos: estuda, tem uma namorada… e consegue viajar no tempo. Mas não é como no cinema - durante os seus «saltos» para o passado, nada muda no presente – tudo não passa de uma diversão inofensiva.
Isto é, até Jackson e a sua namorada, Holly, serem atacados por desconhecidos e Holly morrer com um tiro. Em pânico, Jackson recua acidentalmente no tempo dois anos, mas aquele não é como os seus saltos temporais anteriores. Jackson descobre que ficou preso no passado e não consegue voltar ao futuro.
Desesperado por voltar e salvar Holly, mas incapaz de regressar ao ano certo, Jackson resolve continuar a sua vida em 2007, tentar descobrir o que puder sobre as suas capacidades e conhece Holly… de novo. Em breve descobre que nada na sua vida é o que parece ser, incluindo o seu próprio pai.
Não muito tempo depois, as pessoas que dispararam sobre Holly, membros de um grupo apelidado pela CIA de «Inimigos do Tempo», vêm a sua procura para recrutá-lo… ou matá-lo.
Com tudo aquilo a acontecer e ainda a tentar encontrar pistas sobre as origens da sua família para descobrir mais sobre as suas capacidades, Jackson tem de decidir até onde está disposto a ir para salvar Holly… e possivelmente o mundo.

Opinião:

Adoro a ideia de viajar no tempo, por isso, quando li a sinopse de Tormenta, fiquei imediatamente interessada em pegar neste livro. Julie Cross explora esta ideia que já foi utilizada tantas vezes e dá-lhe novos atributos que servem de base para a história de um jovem apaixonado.

Confesso que não foi fácil entrar nesta leitura. As primeiras páginas são dedicadas a um conjunto de situações que acontecem muito depressa e não é compreender tudo o que está a acontecer. Para além disso, as personagens são logo mencionadas como nós já as conhecessemos. Percebo a intenção de cativar pelo ritmo rápido, mas gostaria que tivesse existido uma breve apresentação primeiro.

Ao início não me senti muito cativada por Jackson. Isso aconteceu por eu não entender a sua personalidade. Contudo, com o avançar da trama, comecei a sentir-me cada vez mais ligada a ele. Isto aconteceu devido aos obstáculos que se atravessavam no caminho deste protagonista, pela forma como ele tinha de lidar com os problemas, pelo seu foco naqueles que mais ama e pela determinação em perceber quem ele é, de onde veio e o que pode fazer para o bem maior. Posto isto, se ao início não entendi, nas últimas páginas senti voltade de continuar a acompanhar a sua história.

Holly é o grande amor de Jackson e é por ela que ele luta. Afinal, um momento trágico fá-lo sentir-se culpado e, a partir daí, faz de tudo para corrigir o erro. Holly aparenta ser uma rapariga comum, mas gostei que a autora, a certo momento, mostrasse que ela pode ser mais profunda do que aparenta. Adam é o típico companheiro fiel, amigo e inseparável, cujas teorias são curiosas mas que acaba por ser pouco explorado. Gostei bastante do desenvolvimento do pai de Jackson, que parece ter assumido tantos papéis diferentes ao longo das páginas deste livro.

Tal como já referi, o início é demasiado rápido. Contudo, a partir de um certo momento, o encadeamento de acontecimentos torna-se mais fluído e, a partir daí, a leitura ganha um ritmo rápido. Existem muitas revelações e momentos emocionantes que me fizeram não conseguir colocar o livro de lado.

Pode-se dividir o livro em duas partes: a parte em que tudo parece um romance entre dois adolescentes onde um, por acaso, viaja no tempo e a parte onde um viajante do tempo se divide entre agências secretas cuja acção pode mudar o futuro da humanidade por completo. Confesso que gostei mais da segunda, mas a primeira, apesar de ser mais dominante do que eu desejava, também faz sentido para justificar algumas atitudes e decisões.

Tormenta tem uma premissa muito interessante, mas que não é totalmente explorada neste livro. É uma leitura agradável mas que apenas mostra todo o potencial que poderia vir a alcançar nas últimas páginas. Fica a ideia de que os próximos livros da trilogia têm os ingredientes certos para serem bem cativantes. Fico à espera de os ver publicados em Portugal.

5 comentários:

Rita Verdial disse...

Muito bem, parece que o livro vai-se manter na minha wishlist :)

A história parece ser interessante, mas assim vou continuar com expectativas medianas.
Esperemos então que os próximos livros colmatem as falhas deste.

Beijinho Cláudia ^^

Cláudia disse...

Rita, depois quero saber se concordas comigo.
Um beijinho*

Arttemizza Lia disse...

Li-o à pouco, estava à espera de algo mais complexo mas nao está mal para uma leitura de descontração!

Cláudia disse...

Fica a ideia de que alguns temas só vão ser explorados no próximo volume, não é Arttemizza?

Arttemizza Lia disse...

Parece que lhe falta algum conteúdo, é tudo muito superfical, com muitas perguntas sem resposta.
Foi esse o sentimento com que fiquei!